Justiça ou (In)Justiça?

In_Justica-1Muitos assumem como se fosse algo perfeitamente natural, que faz parte da vida, pois tal como temos as alegrias, existem também as tristezas… por isso, se existe justiça é normal que soframos injustiças, não é verdade?

– Você teve, tem, e sempre terá um caráter fiel, como namorada, esposa, profissional… mas, o que recebe em troca é traição, mentira, engano, desprezo e falta de reconhecimento…

– Você sempre foi um bom pai, educador… mas o seu filho escolheu enveredar pelas drogas, abandonando toda a sabedoria que você lhe passou…

– Você estudou, formou-se, mas a sua graduação de nada lhe tem valido, pois saiu diretamente da faculdade para o desemprego…

– Você trabalhou anos a fio, uma vida inteira, fez os descontos devidos para, na sua velhice, receber uma reforma que nem dá para cobrir as suas despesas principais e, por isso, tem a necessidade de continuar a trabalhar…

Todos os exemplos acima revelam casos diários de injustiça… então, o que é, de facto, a injustiça? É tudo aquilo que é nefasto, mau, negativo… e que, direta ou indiretamente, nos prejudica e nos faz, a cada dia que passa, perder a vontade de viver e apenas querer desistir de tudo!

A depressão, a tristeza, a miséria… na verdade, tudo o que é mau e negativo, é injusto e tudo o que é bom e positivo, é justo, tal como a saúde, a estabilidade financeira, o perdão, o amor, a alegria…!

Mas como alcançar a PERFEITA JUSTIÇA? Será possível obtê-la recorrendo a tribunais? A instituições governamentais? Na maioria dos casos não é isso que acontece… em primeiro lugar você terá que afirmar, alto e bom som, a seguinte frase: “EU NÃO ACEITO A INJUSTIÇA NA MINHA VIDA!”, pois, ao mesmo tempo, estará a rejeitar a doença, a depressão, a miséria, a angústia, o desejo de suicídio, o medo, os traumas, o adultério… ou seja, você não aceita a injustiça, pois assume a alternativa: uma vida Justa e feliz!

E este assumir dá-nos força, autonomia e valor para lutar contra toda e qualquer injustiça! Venha travar esta luta, participando de um evento que transformará a sua vida!

E para si, que:
Não sabe identificar se está a ser alvo de uma injustiça;
Já aceitou a injustiça como parte da sua vida;
Acredita que as injustiças ajudam a construir um caráter forte;

Identifique os principais sinais de que você está, realmente, a se injustiçado:

  • Faz tudo da maneira correta, mas, mesmo assim, tudo lhe corre mal;
  • Vê pessoas de má índole ou valores contrários serem, aparentemente, beneficiadas, enquanto você é sistematicamente prejudicado;
  • Você faz o trabalho todo e são os outros que recebem os louros;
  • Sempre foi um funcionário exemplar (esforçado, pontual, assíduo), mas nunca recebeu o reconhecimento da entidade patronal;
  • Sempre teve uma alimentação cuidada, fez exercício físico, nunca fumou, sempre fez exames de rotina e agora foi-lhe diagnosticada uma doença grave;
  • Pensou sempre no futuro, fez a sua poupança, sem gastos exorbitantes e desnecessários e agora vê a crise ou a falência da instituição bancária levar tudo o que você guardou, todo o seu dinheiro…
  • Investiu numa relação amorosa, namorou, casou, sempre amou e foi fiel à pessoa que escolheu para partilhar a vida, apenas para descobrir que essa pessoa não só traía, como mantinha uma vida dupla, cheia de mentiras e falsidade;
  • Trabalhou arduamente para construir uma família, mas o seu dia a dia é pautado pelas brigas e pela falta de respeito. Na sua casa, não existe qualquer tipo de consideração entre pais e filhos;
  • Você conhece a Verdade, sabe o Caminho para uma vida realizada e feliz, mas continua oprimido, angustiado e depressivo…

Analise o seu caso… Reconheça a injustiça… Rejeite toda e qualquer situação deste género… Venha reclamar os seus direitos!

AntoniaCessaAntónia Cessa

“Via vultos e durante a noite tinha a sensação de que alguém me estava a sufocar. Tinha um emprego no Centro de Saúde e passava o dia a soro, sem conseguir trabalhar. Tinha uma inflamação na cabeça e era vítima de uma grande injustiça pois tinha que gastar todo o meu ordenado com tratamentos e medicamentos!

Hoje estou liberta de todas as injustiças que estavam a destruir a minha vida e sou feliz!”

Domingo, dia 13 de março, às 10h

Sede Nacional
4 Place de Strasbourg
Luxembourg Ville, Luxemburgo

E em todos os Centros de Ajuda do país

 

Venha acabar com todas as injustiças de que tem sido alvo!

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *