Notícia

O que as tragédias dos últimos dias podem nos ensinar

Internacional, Noticias |

Pelo menos 26 pessoas morreram e 24 ficaram feridas após um atirador invadir uma igreja batista em Sutherland Springs, no Texas (Estados Unidos). De acordo com as informações divulgadas pelas autoridades norte-americanas, o atirador invadiu uma reunião da igreja utilizando um rifle.

Após efetuar os disparos, o homem teria sido desarmado por um civil e fugido com seu carro. A polícia encontrou o atirador morto, mas ainda não divulgou em que circunstâncias aconteceu esse falecimento.

O massacre no Texas aconteceu no dia 5 de novembro, cinco dias após Sayfullo Saipov invadir uma ciclovia dirigindo uma van e matar oito pessoas, em Nova York. Outras doze vítimas ficaram feridas e o homem foi preso.

Também em outubro, o furacão Nate alcançou os Estados Unidos. Na ocasião ele já perdia força e era rebaixado à categoria de tempestade tropical, mas não sem antes ter matado, pelo menos, 26 pessoas na América Central.

Muitas mortes em poucos dias, por variados motivos, evidenciando o fim do mundo que se aproxima.

Com o que se preocupar

“A pessoa para morrer basta estar viva”. Quem reforça o dito popular é o bispo Edir Macedo, fundador e líder da Universal. Conforme ele nos lembra, “não importa se é jovem, se é criança, se é recém-nascido, se é velho, se é rico, se é pobre, se tem ou se não tem saúde, não importa nada. O que importa é que a morte, quando vem, leva todos, independentemente de ser homem, mulher, de ser sábio, de não ser sábio, independentemente de qualquer outra situação.”

Nos casos registrados acima, morreram pessoas saudáveis de muitas idades, credos e posições sociais. A morte não fez distinção entre elas, como nunca faz. O que as distingue é o lugar para onde suas almas se dirigiram após deixar a Terra.

A Bíblia afirma que

assim como a morte veio por um homem, também a ressurreição dos mortos veio por um homem

1 Coríntios 15:21

Esse Homem é o próprio Senhor Jesus, que aceitou morrer na cruz para trazer vida nova ao homem, uma vida eterna ao Seu lado. Mas, para que isso aconteça, o ser humano deve buscar sua Salvação. Isso, conforme o bispo Macedo explica, é o mais importante.

“Você sabe que a alma não morre. O corpo morre, mas a alma não”, explica ele. “A alma é o corpo espiritual pela qual o Senhor Jesus deu a vida. Jesus veio ao mundo para salvar a alma, não veio para salvar o corpo. ”

Por isso, além de se preocupar com o corpo físico, cada pessoa deve se dedicar a buscar a Salvação de sua alma. O fim do mundo, como descrito na Bíblia, já se apresenta no dia a dia das pessoas, inclusive com a falta de amor e os desastres naturais descritos acima. É importante agora que cada um esteja pronto imediatamente para quando a morte física chegar, já que é impossível prevê-la. Mas como?

“As pessoas sábias, que têm discernimento espiritual, estas guardam a sua alma através da sua fé no Senhor Jesus”, conclui o bispo Macedo.

Se você deseja guardar a sua alma e garantir a eternidade com Deus, participe das reuniões da Noite da Salvação, que acontecem todas as quartas-feiras, na Universal. Clique aqui e encontre um endereço perto de sua residência.

Fonte: Universal.org  

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *