A maior prova de amor de todas

A maior prova de amor não consiste em palavras… foi este o ensinamento de Jesus para a humanidade e que o Bispo Domingos explicou a todos os que o escutaram no passado domingo, no Templo Maior

Nos maiores mandamentos de Deus para a humanidade está envolvida a palavra “Amor”. Amar a Deus, amar ao próximo como a si mesmo… Deus urge-nos a amar, mas será que o sabemos fazer da maneira correta?

“Se Me amais, guardai os Meus mandamentos. E Eu rogarei ao Pai, e Ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre.” (João 14.15-16)

Nesta breve passagem, Jesus falou na prova do amor que não consiste em palavras. O “amar”, aqui Jesus deixou claro que é obedecer, “… e Eu rogarei ao Pai…” não é simplesmente fazer um pedido ou uma oração. O “rogar” é insistente, é algo mais intenso do que pedir, então, quando Jesus disse que rogaria ao Pai outro Consolador, isso mostra-nos a preciosidade que é o Espírito Santo.

Jesus estava sempre presente quando os discípulos passavam por qualquer situação de dúvida e de medo; Jesus estava sempre presente quando recebiam desprezo e, agora, como seria com a Sua ida para o Pai? O consolo do Espírito Santo tem o sentido original de advogado, provedor, cuidador… esse é o sentido do Consolador.

Jesus era o Protetor dos Seus discípulos e o Espírito Santo veio assumir esse lugar de Protetor dos que creem. Jesus guardava os que n’Ele criam, nas horas difíceis tomava a frente, cuidava dos Seus discípulos, então, o Espírito Santo veio assumir esse papel de Fortaleza, Escudo, Proteção, esse é o sentido da palavra CONSOLADOR… explicou o bispo.

É muito mais abrangente do que você possa imaginar! Ele ajuda-nos nas nossas fraquezas, levanta-nos quando estamos prostrados, provoca o arrependimento que é dom d’Ele e faz com que nos consigamos ver a nós mesmos. Quantas vezes você fica admirada com sentimentos que carrega e o Espírito Santo fez você ver. Ele faz a pessoa compreender aquilo que era impossível entender, como perdoar uma pessoa que nos fez tanto mal, humanamente falando é impossível, mas o Espírito Santo nos dá entendimento.

A diferença entre um amigo e o Espírito Santo é que enquanto, por vezes, as pessoas nos condenam, o Espírito Santo nos mostra para que possamos corrigir. Amar é falar a verdade para a pessoa. O Espírito Santo é esse “Consolador”, uma simples palavra que significa tanto. Em Romanos diz que o Espírito Santo intercede por nós ao Pai, pois não sabemos orar como convém. É bom quando alguém ora por nós, mas será que você tem noção do que é ter o Espírito de Deus a orar por si? O advogado é aquele que comparece com a pessoa nos tribunais e fala por ela, pois bem, Ele é o nosso advogado. Às vezes não sabemos falar como convém, então, Deus intercede por nós. Todavia, o Espírito Santo não é uma simples visita, Ele vem, sim, para fazer morada e ficar para sempre connosco.

“O Espírito de verdade, que o mundo não pode receber, porque não O vê nem O conhece; mas vós O conheceis, porque habita convosco, e estará em vós.” (João 14.17)

O Espírito Santo está no nosso meio, mas Ele está no meio daqueles que creem. Como é que uma pessoa que vive no pecado poderá receber o Espírito Santo? Porém, quando essa pessoa se arrepende, não importa o que ela fez, ela é lavada, purificada e só assim Ele poderá fazer morada nela. Este, sim, é o mais verdadeiro, puro e sublime amor.

Conheça a Universal mais perto de si.

Fonte: Universal.org

Artigos relacionados