Caxias-Reduto Norte, com “Nada a Perder 2” em cartaz

Foi na passada sexta-feira, dia 23 de agosto, que os reclusos do Estabelecimento Prisional de Caxias-Reduto Norte tiveram direito a uma sessão especial de cinema

Se existe uma característica marcante em ambos os filmes “Nada a Perder” é que não há qualquer distinção no público que pretende alcançar, ou seja, rico ou pobre, criança, jovem, adulto, homem, mulher, em liberdade ou privado da mesma… absolutamente todas as pessoas irão encontrar um ponto de referência com o qual irão estabelecer algum tipo de identificação ou relação de proximidade.

A história de “Nada a Perder” é, antes de mais, uma história de superação, da capacidade de reformulação da própria realidade, da transformação de situações adversas em algo favorável e do peso determinante da relação do ser humano com Deus… foi tudo isto que Edir Macedo fez desde o início do seu percurso, a cujo culminar podemos assistir no segundo filme da saga.

Artigos relacionados