Mulher traída leva roupas do marido à agência bancária onde amante trabalha

Vídeo da atitude inesperada viralizou nas redes sociais. Entenda

Um vídeo publicado por uma mulher traída viralizou na internet. Nas imagens, a esposa, de 35 anos de idade, vai até uma agência bancária com dois sacos de lixo cheios de roupas do marido. Ela deixa os pertences ali e explica aos presentes o que está acontecendo:

“Bom dia, gente, vocês podem não estar entendendo, mas o meu marido, a pessoa que eu convivia, havia 15 anos, me traiu. Ele trabalha aqui. E foi com uma funcionária daqui. Eu, como sou uma boa dona de casa, uma boa mãe, vim devolver as roupas”.

De acordo com a mulher, que não quis se identificar, a traição foi descoberta quando ela verificou os e-mails do esposo. À imprensa, ela disse que encontrou declarações de amor e provas de que ele pagava as contas da amante.

“Não tem volta, cheguei no meu limite. Eu fico arrasada, pensando em tudo que larguei nesses 15 anos; larguei faculdade, porque engravidei; emprego e, no meu terceiro filho, eu tinha certeza que não ia conseguir conciliar emprego e os meninos”, declarou ela. “Ele tirava dinheiro de casa para dar para a amante, pagou até consórcio da moto dela. Eu nunca fiz uma reserva, eu estava desesperada, não sabia para onde ir…”, comentou.

O marido, também de 35 anos de idade, nega que tenha cometido a traição e afirma que ela “entendeu mal os e-mails”.

A esposa traída afirma que já conversou com a amante. Embora “a outra” tenha dito que não quer ficar com o homem, para a esposa não há mais como consertar o casamento.

O que fazer após uma traição

Para a esposa traída, expor o marido e sua amante daquela maneira foi uma forma de desabafar. Ela mesma pediu para que o vídeo fosse feito e liberou as imagens nas redes sociais.

Para o escritor Renato Cardoso, autor do livro “Casamento Blindado 2.0”, existem passos importantes a serem seguidos na superação de uma infidelidade matrimonial.

“O que você temia lhe sobreveio. Seu marido ou esposa lhe traiu. Sua dor é insuportável. Seus pensamentos estão a mil por hora. Por mais difícil que seja o que vou lhe dizer a seguir, é imprescindível que você siga estes passos para evitar que a situação piore ainda mais”, afirma ele.

O primeiro passo é não tomar nenhuma decisão drástica, movida pela emoção:

“Suas emoções estão à flor da pele e poderão fazer com que você tome atitudes das quais você se arrependerá mais tarde. Raiva, ódio, desejo de vingança, e outras dores emocionais são péssimos ingredientes para tomar decisões. Espere que o furacão emocional passe. E pode ter certeza, ele vai passar”, afirmou o escritor.

Perdoe!

Outra atitude importante é decidir se o casamento terá ou não continuidade.

“Recomeçar a relação é opcional, mas perdoar é incondicional. Você precisa encontrar forças para perdoar, para que não fique refém do que aconteceu”, explica Renato.

Por fim, Renato Cardoso ressalta a importância do uso da fé na superação de mais esse obstáculo da vida:

“Você deve, também, contar com a ajuda da fé. Somente alguém que já foi traído e superou pode lhe entender e ajudar. Estou falando do próprio Senhor Jesus, que foi traído por um de Seus discípulos mais íntimos, Judas. Você não precisa ser religioso para receber ajuda, conforto e direção espiritual sobre o que fazer nesse momento difícil. Aí, onde você está, você pode falar com Ele, abrir seu coração, chorar, perguntar por que, pedir forças e orientação sobre o que fazer. Experimente e verá o resultado. Não é fácil lidar com a traição, mas seguindo esses passos é possível superá-la”.

Quer mais dicas do escritor Renato Cardoso para superar a infidelidade matrimonial? Então, clique aqui e leia o artigo especial que ele publicou em seu blog sobre o assunto.

Na Universal, acontece uma reunião especial voltada especialmente à vida amorosa: A Terapia do Amor, todas as quintas-feiras, no Templo de Salomão, em São Paulo, ou em um dos endereços que você pode encontrar, clicando aqui. Participe!

Conheça a Universal mais perto de si.

Fonte: Universal.org

Artigos relacionados